O chá de realidade é mais amargo!

Àquelas alturas, o inspetor e toda equipe da delegacia, já deviam ter digerido a feijoada. Mas eu ainda estava com o dissabor do chá de cadeira, me revirando o estômago (e todo o resto). Resolvi encaminhar um release à imprensa contando o acontecido. Apenas um jornal se interessou pelo assunto.

A jornalista entrou em contato, me fez repetir a história verbalmente, cada um dos detalhes… Juro que enquanto ia contando, imaginava como ia me esconder da represaria da polícia. Volto a dizer, hoje em dia, não sei se tenho mais medo dos bandidos ou da polícia. Mas ia crescendo minha satisfação em ser ouvida. Se aparecesse morta depois da publicação do jornal da manhã seguinte, ao menos teria cumprido meu papel social.

Com o coração acelerado sai no dia seguinte para trabalhar. Como de costume, cheguei à assessoria e fui logo ler o jornal, mas claro que primeiro procurei minha entrevista. Depois de todo o meu relato, me vejo como personagem de uma matéria a favor da polícia.

A minha colega de profissão, falava sobre as providências que a polícia planejava tomar depois de uma semana de notícias de arrastões no mesmo local e terminava: Fernanda Freitas, 29 anos, foi vítima de um arrastão na última quinta-feira. Sem mais nada!

Ela podia primeiro ter me ocupado menos tempo. Se ela queria uma personagem para dar nome a uma vítima, meu e-mail estava já de bom tamanho. Segundo poderia ter alguma ética e ter usado alguém que apenas tivesse sido assaltado no lugar, isso não seria difícil de arrumar, não a mim que tinha relatado com indignação o que havia passado na delegacia.

Não temos voz. Não temos direito de ir e vir. O que mais nos será roubado? 

Deixe um comentário

Arquivado em Descaso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s