Imagens falam mais que mil palavras

O Governador Sérgio Cabral, no início do seu mandato, em um ato inédito e porque não dizer comovente, visitou cada um dos hospitais estaduais e tomou ciência de que medidas imediatas deveriam ser geridas. Mas as providências, não chegaram. E a saúde do estadual tem vivido um colapso.

Sim. Já manifestei aqui minha indignação com os servidores públicos. Porque na minha opinião, não é só o Governo que tem que fazer o país andar é a nossa consciência individual; mas no imaginário coletivo, parece que isso não acontece e funcionário concursado não trabalha e o povo ainda agradece.

No entanto, quando a estatística passa a ser um ente querido a ferida aberta arde e maltrata. Meu pai, 65 anos, operou em 2004 um câncer no Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio/RJ. O médico na época informou que o nódulo recente havia sido retirado integralmente, porém, que ficasse atento a qualquer alteração, porque a doença é silenciosa. Percebendo uma alteração no pescoço, em janeiro deste ano, ele retornou ao hospital. Teve início a sua via-crúcis.

Exames marcados para até 30 dias à frente, resultados, mais demorados ainda. E a lesão, aumentando. Prescrito uma tomografia, o aparelho quebrou e sem data para o conserto, ficaram de entrar em contato quando o serviço fosse restabelecido. Passados 40 dias o exame foi realizado, porém, novamente uma data mais distante para o laudo foi dada, já que todos os exames estavam atrasados com a quebra do equipamento. Os meses foram passando…
             No dia 04 de setembro, quinta-feira, ele foi internado, no HCPM. Festa para a família? Não. A correria nem tinha começado. A lesão foi dada como uma metástase e, no dia seguinte a internação, a equipe do Major Gerson, o liberou com um encaminhamento para a triagem do INCA, na Praça da Cruz Vermelha. Em outras palavras, depois da demora, lavaram as mãos.

A triagem do Inca nos enviou ao departamento de cabeça e pescoço na rua Washington Luís, Centro do Rio. No local, o médico informou que ele seria recebido se fizesse uma biópsia, porque o procedimento não é realizado pelo Inca:

          Volto eu ao HCPM, para solicitar o encaminhamento para a biópsia, afinal, o major que é médico, devia ter esses caminhos mais claros do que eu.

– Sinto muito o Major chegou tarde e saiu cedo.

– Como assim? Ele vai embora e ninguém da equipe pode?

– Não! Volta na terça, senhora…

 

A terça era ainda a outra semana. Alguém explica como é que pode isso?! Porque eu não tenho palavras.

No dia seguinte, minha mãe  (tão ou mais revoltada que eu) vai ao Hospital de Cascadura (também da PM), onde chorou (literalmente) para o comandante, para que ele conseguisse um encaminhamento para o Hospital dos Servidores do Estado. No Hospital dos Servidores, outra resposta negativa:

 

– Sinto muito, agendamentos de Biópsia somente daqui a 40 dias

 

Todos eles sentem muito, mas ninguém faz nada. Bom, o governador gosta de estar presente em funerais. Solidário nos funerais que só… Não paga médicos e são vagabundos, não muda a estutura dos hospitais que visitou, mas constrói mais UPAs, para fazer curativo. Talvez ele, muito trabalhador, se sensibilize e pague as flores que vão enfeitar o caixão de mais um PM morto pelo sistema que ele ajuda a emperrar.

          Conseguimos, então, através de conhecimentos em Macaé, que meu pai fizesse a biópsia no Hospital Público Municipal, único lugar aliás, onde ele foi tratado com dignidade.

           Nem falo o que foi essa viagem. Meu pai já muito debilitado, ficou roxo com desoxigenação na cérebro, enrolou a língua, paramos várias vezes para os primeiros socorros. O trajeto que levaria 3h, durou mais de 4 longas horas… Mas o procedimento cirúrgico foi feito e, voltamos ao Inca, da Praça da Cruz Vermelha.

           Já cientes da gravidade do problema, os médicos pediram ainda uma segunda bateria de exames (os mesmos “recentes” feitos no HCPM) e fizeram questão que fosse levado a lãmina onde havia sido feito o exame. Como nenhum médico havia dito que isso seria necessário, teve que ser agendado com o laboratório uma data para a entrega e uma nova viagem a Macaé para buscá-la, mas claro, estamos nadando em dinheiro, nem sei porque não pago o tratamento particular do meu pai.

           Com a lâmina em mãos ainda não chegava a solução, ainda marcaram dentista, que por sua vez marcaram uma mesa redonda para ver o que farão pelos dentes do meu pai, enquanto o tumor o devora em vida.

            Bom, a conclusão disso tudo? As imagens são fortes, mas minha revolta me dá o direito de mostrar. Como diria Kafka: “Como cães!!!!” 

 

            

 

      

12 Comentários

Arquivado em Hospitais Públicos

12 Respostas para “Imagens falam mais que mil palavras

  1. Olá @Fe_freitas é realmente triste o descaso dos nossos governantes em relação ao povo.

    Eu fiquei chocado com o texto e as imagens, realmente temos que fazer alguma coisa.

    Tem um programa na Rede Record do Wagner Monte que ajuda bastante a população e principalmente Policiais – porque você não envia para eles seu post e quem sabe ele pode ajudar de alguma forma!!!

    Eu gostaria de ajudar mas não sei como!
    O que eu posso fazer é Orar por vocês e pedir a Deus que lhe dê forças pra vc e sua família vencer…

  2. @fe_freitas,
    há quatro anos passei por isso com o meu pai. Não tenho conselhos, pois foi no IASERJ que tive o melhor atendimento para ele. Não aceitaram ele no INCA por ser tarde demais e dois médicos de hospitais municipais diagnosticaram CA de cólon como hemorróidas. Provavelmente o IASERJ está neste estado lastimável também… 😦

    Meu conselho para você? Isto tudo dói, é desesperador, mas o tempo faz acumular poeira em todas as lembranças até você não notar que elas estão lá com todas as outras boas. Segure-se as boas, a tudo que conseguir tirar disso e você ficará bem.

    Boa sorte!

  3. Pingback: Mais um caso de descaso « Esclerose Múltipla

  4. Fernanda,

    Não há palavras que possam minimizar sua raiva e sua dor.

    Deixei um post no Esclerose Múltipla linkando para cá. Como recebo algumas visitas de médicos, espero que alguém possa te ajudar.

    Desejo força, saúde e serenidade a você e seus familiares.

    Um forte abraço,
    Cláudia
    http://esclerosemultipla.wordpress.com

  5. Ola amiga,vim conhecer seu blog atraves do site esclerose multipla(sou portadora).
    Olha amiga,só quem tem alguem doente em casa e/ou é doente que sabe o que é sofrer.
    Peço a Deus que te de muita força e a sua familia tbm.
    Eu sei que todos falam tenha Fé,mas tem horas que a gente se pergunta Meu Deus,o senhor realmente existe????

    Força amiga.
    bjks Dri

  6. Pingback: S.O.B.R.E.T.U.D.O

  7. Enquanto isso, enquanto a gente vê este seu vídeo, tem gente se preocupando em criar cotas para negros na administração pública municipal. Sem falar nas já existentes cotas raciais em universidades. Pobre que dá o azar de nascer branco que se ferre mesmo.

  8. Normand Neto

    Fernanda,
    Moro em Macaé e vou muitas vezes a Niterói, se houver alguma coisa que eu possa fazer para ajudar, não hesite em comunicar.
    Não se deixe abalar, e mantenha a sua fé.

  9. Alice

    Fernada,
    fiquei extremamente comovida com sua história e com a situação de seu pai.
    Como ele está?
    Achei excelente a idéia do lesilva de procurar a mídia.
    Quanto a seu pai, desejo o melhor.
    Estou divulgando seu blog e essa sua história para todos meus conhecidos.
    De repente a mídia passe a dar atenção pela repercursão do seu caso.
    Abraços!

  10. Pingback: A crueldade de um país que cresce e esquece de sua população | Blog do The Best

  11. Pingback: O adeus a José de Alencar |

  12. Pingback: Internet e direitos do consumidor | Meme de Carbono

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s