Deficientes Auditivos: Projeto da Fiocruz como modelo

Foto: Fernando Taylor

Foto: Fernando Taylor

         Há dez anos a Fundação Oswaldo Cruz mantém parceria com a Feneis (Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos) para a contratação de pessoas surdas. O programa que começou apenas como processo de inclusão do deficiente a um ambiente de trabalho, nos últimos dois anos se transformou em ações efetivas para integrar o surdo, não só a  estrutura da Fundação, mas a sociedade como um todo.

         Jorge da Hora, responsável pela contratação e pelo desenvolvimento de estímulo a capacitação da pessoa surda na Fiocruz, já faz palestras para empresas públicas e privadas com o objetivo de mostrar o modelo de gestão implantado na Fundação e, que atualmente tem despertado o interesse de outras empresas, em diversos segmentos. A Secretaria de Saúde de Maceió, por meio de uma entidade representativa dos portadores de deficiência da capital.

Hoje 153 surdos, distribuídos em 13 unidades atuam na Fundação e são beneficiados com o modelo de gestão que conta com processo de logística e comunicação, atividades educacionais, captação de recursos para atividades recreativas e parceria para construção de novas oportunidades. Além disso, está sendo desenvolvido um programa de acompanhamento e assistência social.

         “O mundo está em transformação. Temos que estar preparados para assumir as pessoas portadoras de deficiência. A Fundação tem uma missão social e de bem estar da sociedade, por isso, tomamos uma posição Todas essas ações estão sendo implantadas gradativamente pensando num programa que inclua e integre o surdo totalmente”, disse Jorge da Hora.

         Uma grande vitória no processo de implantação de integração foi a instalação do orelhão especial para surdos, no início de abril de 2007. O aparelho o TDD (Telecommunications Device for the Deaf), doado pela empresa de telefonia Oi, está funcionando na biblioteca do Instituto de Informação Científica e Tecnológica, dentro da Fundação Oswaldo Cruz. E existe o projeto para a instalação de um segundo aparelho.

            “Gostaria de colocar mais aparelhos TDD, porque representa muito não só para os trabalhadores deficientes da Fundação, como para todos os portadores de deficiência que passarem por aqui. Infelizmente as pessoas não respeitam o direito alheio e há o temor que alguém, de má fé, venha danificar ou furtar o aparelho, por isso, é preciso colocá-lo em locais seguro, com uma cabine que possa guardá-lo depois do expediente e nos finais de semana”, lamenta Jorge da Hora.

         O telefone especial para surdos possui um teclado e um visor que permite enviar e receber mensagens de texto. O aparelho fica instalado ao lado de um orelhão normal, o surdo retira o fone, coloca-o sobre a base de teletexto e, a partir daí, será atendido por uma operadora treinada, que funcionará como intermediação entre o surdo e o ouvinte com quem ele deseja se comunicar. O surdo digita a mensagem, a operadora lê para o ouvinte do outro lado da linha e depois digita a resposta que será lida através do visor no TDD.

         No primeiro acesso é preciso que seja feito um cadastro do surdo junto à operadora OI. Uma vez cadastrado, o surdo poderá fazer qualquer ligação para telefone fixo ou celular, de graça.

         “No censo do IBGE de 2000 (ainda não foi feito um novo) já eram 6 milhões de pessoas surdas no país. As operadoras de celulares já acordaram para este potencial de consumidores, repare que todos os telefones agora têm SMS e vibra call. Esse orelhão faz parte do processo de inclusão da pessoa surda”, comemorou.

2 Comentários

Arquivado em Cotidiano

2 Respostas para “Deficientes Auditivos: Projeto da Fiocruz como modelo

  1. Pingback: Meu Google Reader [07.02.09 - 21.02.09] | 30 & Alguns

  2. Pingback: Meu Google Reader [07.02.09 - 21.02.09] | 30 e Alguns

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s