Dada a largada para campanha eleitoral na web

Bastou o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidir por quatro votos a dois, que não deveria regulamentar a campanha eleitoral na internet, e logo saiu o ranking do Ibope-Nielsen apontando os 10 sites mais acessados do país. Quanta coincidência!

A pesquisa projeta a existência de 64,8 milhões de pessoas com acesso à internet em qualquer ambiente (residências, trabalho, escolas, lan-houses, bibliotecas e telecentros), considerando os brasileiros de 16 anos ou mais de idade, ou seja, os que podem votar. E nessa perspectiva, os líderes em visitantes, incluindo aplicativos foram Google (34.173.000), MSN/ WindowsLive/Bing (32.579.000), Orkut (27.893.000), UOL (27.685.000), Microsoft (25.700.000), iG (23.999.000), Globo.com (22.918.000), Terra (22.776.000), YouTube (22.434.000) e Yahoo (21.871.000).

Bem, cedo ou tarde a campanha ia mesmo chegar a Web. Não havia como manter o esquema de publicidade eleitoral de 50 anos atrás (Obama foi um exemplo disso, embora nosso contexto político seja bem diferente), com as mídias sociais acontecendo a pleno vapor no Brasil. Aliás, nada melhor que a desterritorialidade da web para conseguirmos dar conta de fiscalizar tudo o que anda acontecendo de Norte a Sul do país.

Já que a classe intelectual brasileira e os artistas, que antes promoviam quebra-quebra em nome da democracia, hoje, estão focados em aparecer em páginas de revistas de celebridades; Já que os cara-pintadas amarelaram sem o fogo da Rede Globo e os universitários viraram alienados que não se interessam por política, caberá agora a nós, nerds,  impedirmos eleição de cabra que ainda tem a cara de pau de doar dentadura em troca de votos. Ótima oportunidade!

Certamente, não vamos mudar a política do país de um ano para outro, mas seremos um Calcanhar de Aquiles, vide o #forasarney que começou a ser gerado via Twitter. Os internautas, ninguém duvida, sabem dar voz às suas reivindicações. Acho que agora a tag deveria ser: chega de coronelismo, né não?!

Só espero que os candidatos estejam preparados para o tipo de debate que, a internet nos proporcionou: livre, honesto e claro. Longe de censuras como uma ou outra empresa privada ainda prefere fazer.

Rumo a 2010.

Fonte dos dados do Ibope: Ex-blog do César Maia

7 Comentários

Arquivado em Política interna

7 Respostas para “Dada a largada para campanha eleitoral na web

  1. Daniel Blanco

    Só quero ver se pelo menos aqui na rede mundial, o povo deixe de ser acomodado, e tenha coragem de lutar pelos seus direitos de cidadãos.
    Vamos colocar a nossa campanha na web.

  2. Será q vai dar mesmo certo???

    Beijos saltiantes
    Boa semana

  3. Quanto meses vc ficou pensando até conseguir digitar essa palavra?
    desterritorialidade

  4. Ma

    É só esperar, a briga vai ser boa!!!

  5. Quero só ver no q vai dar viu..
    Big Beijos

  6. Por mim vão todos os políticos pra puta que os pariu. #prontofalei

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s