Mãos ao alto é… A Cedae!

CEDAEEstão sentados, né?! Eu imagino que sim. Mas eu não estava quando chegou a conta d’água aqui em casa no mês passado, nada menos que QUATROCENTOS REAIS, eu caí sentada!  

Não é desperdício, não. Todo mundo sabe que sou eco. Mas um vazamento na caixa d’água aqui de casa nos agraciou com a facada. Como fica lá no telhado, ninguém tem acesso regularmente, deu um problema, nenhuma umidade e quando detectamos, era tarde de mais. 

Minha mãe foi até a agência de atendimento da Cedae para solicitar a vistoria de um técnico (até porque não víamos onde estava o vazamento) e claro, para tentar negociar a dívida. O técnico veio, mas a orientação era de esperar que a próxima conta chegasse, para que com as duas juntas fosse feito o parcelamento. Uma dessas burrocracias do nosso sistema. 

Sexta-feira, dia 19, o marcador chegou. 

Mãe: Ai, até que enfim! Estava esperando ansiosa a marcação de água deste mês.
Marcador: Por que?
Minha mãe contou a história e completou: como o técnico veio, detectou o problema e nós consertamos, queria saber se realmente era só esse o problema.
Marcador (com o aparelhinho na mão, faz cara de espanto): Pois é, senhora. Não deu certo, não. Essa conta também veio altíssima. 
Minha mãe, claro ficou desesperada. O marcador se adiantou, rasgou a conta, olhou para ela e disse que se ela arrumasse uma cervejinha, ele marcava outro número pra vir uma conta mais na média do que a casa pagava geralmente. 

Mãe: Uma cervejinha? Quanto?
Marcador: Uns vinte Reais a gente negocia.
Mãe: Ai, moço! Desculpa. Mas eu não tenho esse dinheiro, não. O senhor pode aí reimprimir minha conta mesmo, que vou dar um jeito para pagar. 

Ele reimprimiu a conta. Que era de R$27,00. E pediu a minha mãe que jogasse fora a tal conta altíssima no lixo. Minha mãe pegou a conta baixa. Olhou pra cara dele sem entender nada, ainda agradeceu, achando que ele tinha feito o favor de graça.

Depois que ele foi embora, ela desembolou o papel e viu lá que era a mesmíssima conta. Quer dizer, o safado ia tirar dela um valor quase igual ao da conta que já era baixa, aproveitando-se do desespero de uma senhora idosa.

Hoje em dia, os bandidos entram na casa da gente até usando uniforme de empresa pública. E depois ninguém entende porque eu vivo sempre Fê da Vida.

2 Comentários

Arquivado em Cotidiano

2 Respostas para “Mãos ao alto é… A Cedae!

  1. Veja pelo lado bom: Ele não se aproveitou para cometer um assalto maior. Comop você mesma mencionou poderia ser alguém com uniforme falso e roubar além de dinheiro, outros pertences.
    Ela não quis denunciá-lo à Cedae?
    Bjks com saudades
    Jorge Araújo

  2. Féla dos infernos, cara! Dá vontade de denuncias “sasporra tudo”. :@

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s