Enquanto isso, no Alemão…

No final do ano passado, quando começou a propaganda de Pacificação do Alemão eu alertei: essa área de conflito compreende cerca de 3 KM² de território e abrange, só pra citar alguns,  o Morro do Baiana, o Morro do Alemão, o Morro dos Mineiros, a Nova Brasília, a Pedra do Sapo, a Fazendinha, a Grota, a Caixa D’água, entre outros. Enquanto Sérgio Cabral estendia bandeirinha e se vangloriava de ter dominado em QUARENTA MINUTOS uma pequena faixa e todo mundo comprava o barulho de que agora a paz chegava a cavalo.

Aham. Mencionei a Grota, né? Pois é. Justamente mais uma área do Complexo do Alemão acabou de explodir essa semana. De novo, conflito pesado no subúrbio do Rio.

Estou dentro dessa realidade por nascimento e convivência. Fazer o que? Se esticar o pescoço aqui da minha janela vejo boa parte dessa zona conflituosa. Não tem como comprar falsas propagandas.

Qual é, Fê? Você não acredita na boa intenção? Na política?

Meus caros… Como ser diferente?

Os políticos só entendem de corrupção, de como desviar e depois, de como varrer para debaixo do tapete e sorrir nas épocas de campanhas eleitorais. Só para citar um exemplo, o deputado Zaqueu Teixeira (PT), líder da Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa do Rio, disse que os morros da Baiana e do Adeus, que compõe o Alemão, não estavam incluídos na área de atuação das Forças de Pacificação.

É muito espaço para pouco preparo!

Despreparo tático e cívico de militares. Não tem efetivo pacificador suficiente. Então, deslocam as Forças Armadas que são uma força letal de ocupação e eliminação de inimigos. Ok. Quando bandidos atacam de quatro lugares  diferentes para impedir que o Estado domine, são um mal necessário. Auxiliam na tomada de objetivos.

Mas qual é esse objetivo? Instalar peneiras que tampem o sol? Hoje dominam a Grota, hasteiam bandeira e amanhã? Qual a outra comunidade do Complexo do Alemão que vai explodir e colocar a todos nós em risco? Essas tropas estão indo para onde? Preparar terreno para mais uma propaganda enganosa dos governantes?

O Estado deve investir em ocupações sociais e não nas substituições de comandos por outros comandos, onde um sabe menos que o outro e colocam em maior risco a vida dos cidadãos de bem que moram ou que são obrigados a passar pelas áreas de conflito, como é o caso da minha família.

E teve gente que acreditou que estávamos com a faca e o queijo na mão. Pode até ser. Mas definitivamente não sabemos qual o lado afiado da faca. Ou ao menos, acredito que ficou comprovado que o Complexo do Alemão é infinitamente mais complexo que uma comunidade isolada numa ponta da cidade.

1 comentário

Arquivado em Política interna

Uma resposta para “Enquanto isso, no Alemão…

  1. Engraçadinha

    Nessas horas sinto muita vergonha dos governantes daqui. Esse egoísmo todo é um tiro no pé e o pior é q o povo preguiçoso como é, continua votando nessas bestas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s