Haja Paciência

Não que eu alguma vez já tenha sido a rainha da tolerância. Nunca fui mesmo. Mas ando especialmente rejeitando opiniões vazias sobre a minha vida. Sabe aquela coisa? Está lá do outro lado do mundo, nunca me liga, jamais me visita, não faz parte do meu ciclo e quer te taxar.

Eu sou dessas pessoas sinceras com o mundo. Ninguém paga minhas contas, portanto, se estão gostando da minha postura bem ou mal resolvida pelas redes sociais (ou na vida), “X” no alto da tela. Dane-se. Não sou pop star da Web. Ninguém me comenta mesmo, tampouco é essa minha intenção (se fosse eu estava bombando, desculpa).

Eu quero é um canal para desabafar meus monstros e caminhar. Antigamente tinha um diário de papel, hoje aproveito de outros dispositivos, mas pensar em agradar eu o faço com meus clientes, que me pagam pra pensar, em horas de folga me dou a deleite de ser eu. Triste, mas eu. Infeliz, sim, problema é o meu. Sufocada com todos os revezes da vida, mas eu. Cristalinamente. Nunca fui de parecer o que eu não sou.

Eu não concordo com a postura de muita gente. Acho ridículo minimizar, por exemplo, os problemas dos outros ou achar que a imaturidade natural da juventude é doença contagiosa. Nunca fui capaz de maltratar ninguém que não fosse pra me defender (e ainda assim, algumas vezes sou mais de respirar e passar por cima só porque não se sabe o dia de amanhã). Entretanto, nunca peguei o telefone ou teci qualquer comentário sobre a postura que Fulano ou Beltrano tomam em sua vida.

Falar pelas costas, então… Ah, essa não sou eu. Felizmente!

Cada um sabe de si. Sabe das suas dores. Tem seus porquês.

Uma coisa é te pedirem a opinião e você atender. Outra coisa é criticar e se achar superior. Ou pior ainda, só aceitar o outro se ele aceitar sua opinião ou seu apontar de dedo que ninguém pediu.

Se enxerga! Você não é melhor que ninguém. Vai feder quando morrer. Fede hoje quando sobe no seu pedestal de críticas. Quem é você? Quem quer que seja, te faço os montes. Continuo a minha vida e meu modo de agir independente do que você diga pelas minhas costas. Deu pra notar?!

1 comentário

Arquivado em Cotidiano

Uma resposta para “Haja Paciência

  1. Pá pum.

    Simples assim,esta é minha garota!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s