Suas ideias não correspondem aos fatos

Aquele cara, o Cazuza, era um gênio letrista, vamos combinar?!  Esse título é um trecho do hit “ O tempo não para”. Aliás, no Brasil, não para o tempo tampouco a enganação. Dia após dia o governo arranja um boi de piranhas para jogar na arena e, assim, levantar cortina de fumaça pra tudo aquilo que ele não faz.

O grande vilão agora chama-se sacolinhas plásticas. É tanta medida pra saber se permite ou abole de vez as sacolas no mercado, que, por via das dúvidas estou deixando uma caixa de papelão no carro, caso um dia eu chegue por lá e tenha que carregar todos os produtos na mão.

Eu só queria perguntar uma coisa: Qual é a embalagem do açúcar? Onde vem o sal? E a farinha de trigo? A  de mandioca e o fubá?! A embalagem do feijão e do arroz é de que mesmo? Todos embalados em sacos plásticos. E ninguém foi lá na indústria falar que isso precisa mudar urgente antes que o planeta se acabe.

Pra quem aplaude isso tudo uma informação:  As tais sacolas retornáveis se não limpá-las, adequadamente, lavando com água e sabão, bactérias e fungos crescem dentro delas. Além disso, o correto seria usar uma sacola para carnes, outra para vegetais e outra para produtos de limpeza. E atenção:  Sacolas retornáveis não podem ser feitas de produto muito resistente, com muitas tramas. Porque as bactérias se entranham nos tecidos mais fortes com mais facilidade e acabam contaminando o alimento que sua família vai consumir.  Dica de quem trabalha diretamente com infectologistas.

Acredite ou não quando você pega a sacola do mercado e faz dela  saco de lixo ou para catar a caca do seu cachorro na rua, isso já é uma atitude verde. Sim. O meio ambiente precisa de  erres: reciclar reutilizar reduzir e repensar.

Usar sacolas para livrar-se do lixo é uma reutilização. Ou não. Claro que é conveniente que você reduza o seu uso. Se você não vai pegar ônibus depois do mercado, pode colocar mais produtos dentro de uma e não duas sacolinhas. Também pode separar suas compras de modo a usá-las em menor quantidade. Ou, que seja, use as sacolas recicláveis para colocar os produtos de limpeza… Mas saiba escolher o produto.

Mas, senhores governantes, ao invés de pensarem até quando as sacolas plásticas não darão multa, comecem a pensar na coleta seletiva que o Japão, por exemplo, já faz desde que sou garotinha. Ensinem a separar o lixo e não varre-lo pra baixo do tapete como fazem por aqui há mais de 500 anos.

2 Comentários

Arquivado em Política interna

2 Respostas para “Suas ideias não correspondem aos fatos

  1. Pois é Fê! Muito bem pensado o lixo reciclado! Pq por mais que você separe na sua casa a coleta não é seletiva, ou seja, não serve de nada!!!

    Pô nem tinha pensado nessa parte das bactérias nas sacolas!

    Beijos saltitantes
    Bom feriado

  2. Ai nem me fale.
    Aqui em casa a gente ensina atitude verde. Uso sacolas retornáveis quando lembro e quando esqueço, uso as de plástico mas de uma maneira consciente e não esbanjando, colocando 2 desnecessariamente. Sempre as reutilizamos para o lixo.
    Vida q segue.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s