Admita que você vê novela

Certa vez me criticaram duramente por eu assistir novelas, me envolver com elas e comentá-las até nas redes sociais. Sim, porque uma jornalista tem que ser chata ou  só entender e se envolver com entretenimento superior.

Leitores, se vocês acham isso, desculpem! Eu sou do povo! E o que aprendi nos anos de faculdade é que devemos ser híbridos, entender e acompanhar as massas. E no caso das novelas, nem é um esforço tão grande assim! Desde pequena é um prazer deitar no colo de mamãe e ficar ali, sonhando com aquela realidade doce do Projac. Questão de cultura familiar mesmo.

E, definitivamente, não é só na minha casa o hábito. Bastou Tufão (personagem de Murilo Benício, em Av. Brasil) se encantar pelos livros clássicos emprestados por Nina (Débora Falabela) para Madame Bovary e Metamorfose tomarem posição de destaque nas redes sociais.

Sim, senhores. Chuvas de comentários e trocas de experiência. Sinal de que gente como eu, que lê, também gosta da catarse de se jogar no sofá e curtir uma boa (ou nem tanto) novela.

Por outro lado, podemos entender essa dinâmica como um modo de despertar em quem nunca leu a vontade de conhecer o assunto ou simplesmente, transmitir a essas pessoas um pouco de cultura geral, bem ao estilo “Integrado” de Umberto Eco, teórico da Comunicação:

‘Para o integrado,não existe o problema de essa cultura sair de baixo ou vir confeccionada de  cima para consumidore sindefesos.Mesmo porque, se os apocalípticos sobrevivem confeccionando teorias sôbre a decadência, os integrados raramente teorizam e, assim, mais fàcilmente, operam, produzem, emitem as suas mensagens cotidianamente em todos os níveis.”

No capítulo de ontem (quarta-feira – 25), por exemplo, o marido de Carminha (Adriana Esteves) estava na cama lendo “Madame Bovary”, romance escrito por Gustave Flaubert, em 1857. E o personagem comenta o livro de uma maneira muito própria, mostrando o que entende da história como mostram os diálogos da cena:

Carminha: Tá lendo o quê?
Tufão: Tô lendo um livro que a Nina me emprestou, Madame de Bova… Bovary.
Carminha: Qual é a dessa madame aí?
Tufão: Essa é louca. Sabe que ela trai o marido, mas não gosta do amante? Vai entender, né.
Carminha: Coisa de intelectual. mas você não precisa ler livro nenhum, não, para ter um belo romance, tá?


E eu duvido que na próxima roda de amigos que leem o sujeito que assiste novela não vai lembrar da cena e entrar no assunto.Depois só eu assisto novelas…

#FicaDica: Esta questão de leitura do Tufão que  faz os títulos pararem nos Trend Topics X Apocalipticos e Integrados é um excelente tema de monografia pra quem está concluindo o curso de Comunicação Social, sem saber o que defender. 

1 comentário

Arquivado em Entretenimento

Uma resposta para “Admita que você vê novela

  1. Eu não tenho preconceito com quem vê. Não vejo todas regularmente, mas qdo vejo, acho divertido soltar uns venenos nas redes sociais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s