Dos males o menor

Todo mundo sabe que ando doida para “pular fora do barco profissional” em que me enfiei. Falta desafio na área que escolhi atuar, falta possibilidade de crescimento, falta reconhecimento financeiro, excede as múltiplas funções e com elas os inúmeros problemas. Mas, então, me pego pensando: pelo menos é perto de casa.

Me lembro do breve período na Target e o grande dilema que era: encaro 1 hora de completa apnéia no Metrô Rio ou encaro 2 horas de trânsito dentro de um ônibus que passeia por todas as favelas do Rio de Janeiro?! O trajeto me cansava muito mais que o trabalho em si, que sim, era cheio de desafios dentro da área que estudei (muito) para atuar.

Gente, em qualquer lugar do mundo, levar 30 minutos no percurso de casa para o Centro é algo bem razoável. Para nós também seria. O caso é que levamos o quádruplo do tempo para esse deslocamento em meios de transportes coletivos altamente sucateados. O descaso e a incompetência de sucessivos governos, a tradição de se beneficiar ou quando muito, pensar apenas na parcela mais rica da população, torna a vida muito mais difícil!

Fico olhando na TV toda hora as notícias de que a Supervia parou, que houve confusão… Peraí… Um caminho sem engarrafamento num meio de transporte que não faz fumaça, que não aumenta a poluição seria o ideal para nós, que moramos no subúrbio do Rio. Qual o quê! É só paralização forçada das máquinas. É Metrô entupido de gente e sem ar condicionado.  São ônibus numa escassez que chega a dar medo. São guerras de transportes alternativos, que também trafegam muito acima da capacidade dos veículos.

Tudo bem, sou privilegiada, tenho um carro na garagem. Mas ai vem o Prefeito Eduardo Paes com o Choque de Ordem rebocando tudo e, sem dizer aos motoristas onde há parqueamento possível e acessível para o cidadão estacionar. Sem contar que a gasolina, meus caros, é incompatível ao salário que eu ganho. Preferiria mesmo que o bom e velho Vale Transporte funcionasse em meios de locomoção dignos.

A grande maioria da população dos países desenvolvidos usa transporte público. E não é porque são públicos que são o lixo que temos aqui.  A inexistência de um bom sistema de transporte de massa colaborou para a degradação dos subúrbios, para o adensamento de áreas centrais e até para a favelização — morar perto do trabalho virou essencial.

Então, se não for para ganhar muito mais do que ganho, para sofrer dentro de um metrô novamente, eu vou ficando por aqui mesmo. Uma acomodação até que o mercado de trabalho acorde para o meu talento e mude minha sorte.

Atenção: Eu continuo procurando. Apesar de reclamar, não sou dessas que só reclama. Levanto e vou a luta pelo que quero. Mas encontrando 6 por meia dúzia, entôo o mantra “morar perto do trabalho é essencial” e vou optando ao menos por esse luxozinho, afinal, qualidade de vida também faz diferença no final. Ou não?!

Talvez os grandes eventos esportivos tragam mesmo esse legado de transportes públicos melhores. Eu só acredito vendo (e torcendo). Acredito que este é o mínimo que o governo poderia nos agraciar.

1 comentário

Arquivado em Transporte Público

Uma resposta para “Dos males o menor

  1. Cleto Guedes

    Aí temos o carro O Km barato?, com prestações em 50 meses, sem seguro, ruas e estradas lotadas, sem vagas para estacionar, flanelinhas exploradores, indústria da multa, gasolina super taxada de impostos e de péssima qualidade, e o brasileiro continua a comprar carros. O governo ri e enche o bolso de impostos, afinal, um carro pago impostos por 20 anos. E o transporte público vai de mal a pior, com conchavos, contratos e concessões longas e financiadoras de campanhas políticas. Antes de ir prá casa e enfrentar uma Ilíada degradante, o papinho e o chop no boteco, com amigos. Assuntos dos bate papos? Futebol, Big Brother, mulher, sabor da cerveja e outros assuntos amenos. Oh povinho….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s