Teatro: Doidas e Santas

Não estou falando de nenhuma estreia pra variar. A peça está em cartaz há dois anos, aliás, está quase saindo de cartaz (corre!), só por ai torna este post dispensável, afinal de contas, é tão difícil fazer teatro no país, que para um espetáculo ficar tanto tempo no palco já fala por si: é maravilhoso! Ainda assim preciso contar ou não aguento de tanta emoção:

Cissa Guimarães interpreta Bia, uma mulher madura, psicanalista, mãe, esposa, filha, irmã. Essa coisa de múltiplas funções que a gente conhece bem e surta! Sabem como é?! Tanta loucura, claro, acaba bombardeando o casamento de 20 anos,e com isso, a personagem sente a necessidade de dar um novo rumo para a sua vida antes que seja tarde mais.

A gente fica ali se reconhecendo, entre risadas e lágrimas suaves que insistem descer no cantinho do olho. A peça é os dois: muito engraçada, muito densa. Um espelho que autora, Martha Medeiros, sabe bem que é. Tanto que no final o texto termina: “Vocês todos se viram um pouco, né?! Sejam doidas e santas, doidos e santos, o amor une os homens o desejo de amar e de ser amado”.  Ou seja lá como era o texto, claro que não ia gravar Tim tim por tim tim.

Só sei que sim, a gente se vê! Eu me vi muito mais, querida Martha, querida Cissa… Estou a própria Bia.

Não que eu esteja tão madura ou tenha um relacionamento tão duradouro… Mas porque preciso romper, preciso ser mais entregue a esta coisa de “a vida só vale a pena com amor”.

Cadê o meu amor? Onde é que ele mora? Eu devo ir atrás dele? Ou o amor é esse aqui que está ao meu lado, cuidando de mim, sendo um anjo? O amor é tédio? Ou é aquilo que arde? Existe um meio termo? Eu achei isso? E se não achei tenho coragem pra recomeçar? Pra ir buscar aquilo que eu sonho desde que nasci? Que medo! Que angústia! Que ansiedade!

Sai do teatro reflexiva, como se realmente tivesse participado de uma terapia de grupo. Acho que não estava pronta pra esse tapa com luva de pelica. Ou precisava dele… Só sei que ainda não achei a coragem da Bia. E como isso reluta em mim para brotar.

Cissa Guimarães, Giuseppe Oristanio e Josie Antello, na minha opinião contam de maneira brilhante uma história que jamais vou esquecer na vida. Mais uma vez meus aplausos de pé!

DOIDAS E SANTAS no Teatro Vannucci
Rua Marquês de São Vicente, 52 – Piso 3
Shopping da Gávea (21) 2239.8545

Deixe um comentário

Arquivado em Entretenimento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s