Adeus ano velho

No Facebook eu disse ao pessoal que os pouparia do blá-blá-blá de final de ano, pois 2012 trazia apenas uma palavra para tudo o que olhava: turbulência. Na verdade, queria varrer pra debaixo do tapete que houve estagnação nos meus processos. Quando olho para trás, me dá muita frustração e desânimo; Percebo que a criança que fui não se orgulharia de mim. No blog (com muito menos seguidores), resolvi enfrentar a retrô.

A questão da Rádio Tamoio, iniciada em janeiro de 2011 ainda não se resolveu (fui mandada embora e não recebi meus direitos de proletário suado). Houve uma audiência em 30/01/2012 em que nada ficou decidido. Eles queriam que eu aceitasse o acordo proposto a todos, e que a meu ver, não era justo, visto que trabalhei muito mais na implantação da rádio, com cargo e cobranças de chefia, sem receber por isso. Eu não aceitei, já que tinha esperado até ali. O advogado, que parecia ser meu amigo, não se envolveu nenhum pouco na causa, aliás, errou nos cálculos das minhas horas extras, o tempo passou, a juíza indeferiu meu pedido de nova audiência, sabe Deus porquê. Corri atrás de outro advogado, ninguém quis pegar a causa sem que ele substabelecesse o processo, ele por sua vez, disse que ia me dar respostas que não veio. Ou seja, termino este ano arrependida de não ter aceitado a ninharia que o Sistema Verdes Mares queria pagar, porque tenho certeza que doei meu trabalho a preço nenhum a uma cambada de safados.

Diga-se de passagem, patrões como amores nunca foram meu forte. Continuo empregada, no mesmo lugar… É, no mesmo lugar mesmo. Embora eu siga todo aquele manual do Max Gehringer. Esse cara devia conhecer a minha vida! Ou ele me diria: “Fernanda, você está fazendo isso do modo errado”. Ou então diria: “Fernanda, eu estou errado. Nem toda teoria serve com falta de sorte, gata”. Esse ano algo sobrenatural aconteceu na minha carreira: estou ganhando menos. Isso mesmo. Houve deflação na minha conta salário. Não sei como pagar as contas em 2013.

Não estou conformada, tampouco estagnada. Fiz alguns processos seletivos. Dois deles em empresas de amigos meus. Sem sucesso. Nem com Quem Indica, minha gente. Realmente um caso a se pensar (ou um banho de sal grosso a se tomar). Nessa onda de acontecimentos, terminar o ano empregada já é motivo de agradecimento.

Lembram do motoqueiro? Ele realmente compareceu a audiência e, de fato, me cobrou por ter me atropelado, senhores. Terminei de pagar prestações de R$250,00 em Dezembro. Isso é o Brasil!!!

Falando em prejuízo, já no finalzinho do ano, meu carro quebrou e lá se foram R$2.000. Tudo parcelado, claro. Como é que vou pagar?! Mais uma corda no pescoço que herdo em 2013. E daí?! A gente vai no peito e na raça, remando como dá.

Para não dizer que tudo foi espinho, nesta reta final de dezembro, algo anda disparando meu coração, mas é só um indício. Talvez entre na Retrô 2013. É… Vamos deixar assim. Suspense e uma certeza:

Não fui feliz, mas deu mais um ano. Pelo menos ainda se tem saúde.

2 Comentários

Arquivado em Cotidiano

2 Respostas para “Adeus ano velho

  1. A sensação que a gente tem ao ler esse post, é de nó na garganta, angústia na boca do estômago, etc.
    Eu continuo torcendo por vc. Só isso.

  2. Ju

    Engraçado é o motivo pelo qual vim parar aqui: pesquisando por inferno astral no Google. É onde eu acho que realmente me encontro! Engraçado que fui embalada pelas historias desse blog e me identificando uma após outra. Engraçado que descobri que somos nascidas no mesmo dia, passamos pelas mesmas situações em mtos momentos de nossa vida e engraçado que lendo tudo isso me aliviou um pouco. Não sei bem o que eu estava sentindo, da ora ter uma idéia pelo tipo de pesquisa que eu estava fazendo, mas vc, de algum modo, me ajudou. Me distraiu, ganhou uma leitora!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s