Arquivo da tag: blog

Parabéns para o Blog

Meu cérebro é meio masculino para essa coisa de guardar datas.  Antes do Orkut, e essas outras ferramentas que avisam o dia dos aniversários (oh, como são adoráveis!), eu vivia passando datas por brancas nuvens e, não raro, contornando mágoas de amigos e ex-namorados. E se não me lembro de data de nascimentos e daquelas que nos conhecemos, que nos beijamos, etc, muito menos lembraria de dizer o quanto tempo escrevo num blog.

Pois bem meus poucos amigos que visitam a página: este mês, completou 4 anos que despejo aqui minhas abobrinhas. Ou não. Existe alguns posts que são de utilidade pública e, que, respondo com todo carinho aos que me enviam emails ou comentários, como o “Mapa da Mina dos Pensionistas da PM”, que escrevi na ocasião da morte do meu pai e o “Projeto Imagem Solidária” que realiza exames de alta complexidade a um preço baratinho, em Botafogo, no Rio de Janeiro.

Em geral, o pessoal que lê e manda comentários, não o fazem pela minha iniciativa ou pela acertividade em dividir um conhecimento, uma experiência de vida que pode ajudar os demais. Sequer percebem que sou jornalista e apenas divulgo os serviços. Eles me perdem informações ou reclamam dos números de telefone que não atendem, como se eu trabalhasse nos locais. Sequer perdem mais algum tempo para descobrir que este é um blog de generalidades. Tudo bem. A internet faz isso mesmo com a gente, nos deixa “apressadinhos”.

O importante é que, de alguma forma, tenho a visita das pessoas e, mesmo não sabendo ou não conseguindo capitalizar o blog, acabei fazendo um trabalho social bacana. E, espero com isso, que a vida me recompense de alguma forma.

Por hora, sinto-me feliz em poder ajudar, sinto-me ainda mais feliz quando estou revoltada da vida com alguma coisa e tenho aqui meu refúgio para escrever minhas memórias. O Fê da Vida, leva para posteridade aquilo que tenho de mais ácido, lúcido ou divertido e, por isso, mesmo todas as vezes que deixei de falar alguma coisa e, pensei em abandonar o espaço, sempre voltei atrás na minha terapia. De algum modo, estou olhando para o futuro, plantando aqui meu passado. E, afinal, quem não quer ser eterno?!

Parabéns para mim pelos 413 mal escritos posts. Sempre bom sonhar ou desabafar com vocês.

1 comentário

Arquivado em Besteirol

Você namora. Eu tenho um Blog.

Fala sério que você veio até aqui procurando mensagem romântica em comemoração ao dia dos namorados? Queridos, pra começar, o espaço é mantido por uma jovem senhora en-ca-lha-da. Isso mesmo! Nesse mundo altamente possessivo, onde todo mundo quer o outro pra si, não houve até hoje (e olha que com a virtualidade o mundo é muito maior que nos tempos da minha avó) alguém que me quisesse para si.

Nada de coraçõezinhos por aqui. Meu relacionamento é virtual: com meu(s) blog(s).

Ele atura meu mau humor. Permite qualquer tipo de desabafo e, pelos raros comentários, RTs, compartilhamentos no Facebook (na pessoalidade dos leitores) sei que de alguma forma se diverte com isso. Por esse carinho rotineiro, sempre me preocupo em atualizar  com alguma pertinência e respeito aos que por aqui passam.

Querem mais interesse mútuo? Muitos relacionamentos por ai não dedicam tanto tempo e respeito.

Me agrado desse layout, a roupa birrenta que ele veste. Aliás, fui eu quem costurou cada detalhe, como quem vive um perfeito romance. E a gente convive… Há dois posts que são, ainda hoje, os carros chefes daqui: Projeto Imagem Solidária e Mapa da Mina para Pensionistas da PM  . As pessoas me cobrem de perguntas quase diariamente sobre questões abordadas no texto. Não trabalho para nenhum dos dois órgãos, mas sempre os encaminho ao endereço certo. Isso é relacionamento, ou não?

Portanto, se você está de baixo astral porque não ganhou nenhum presente hoje (e não vem ganhando como eu há algum tempo), olhe em volta: Você tem um blog! A diferença que ao invés de uma só pessoa te amar, você é amada por várias. Ao invés de você se ocupar com uma só pessoa, você se ocupa em se doar a várias. E isso não é promiscuidade. É compartilhamento. Bem vindos à geração 2.0.

Atente-se a detalhes 😉

4 Comentários

Arquivado em Cotidiano

Por onde andei…

“Por onde andei, enquanto você me procurava?”

Estava levando o mundo por aí… Nesse bater de pernas, estava na fila do cinema, quando uma senhora veio com uma garotinha pela mão e disparou para o rapaz da bilheteria:

–  Meu filho, acabamos de sair da outra sessão e to vendo daqui um cartaz do filme que assistimos (um infantil), será que você deixaria eu ir com ela ali no corretor bater uma foto ao lado do cartaz? 

O rapazinho deu um sorriso e abriu a correntinha autorizando. Mas que realidade é essa que vivemos, onde até uma simples ida ao cinema tem que ser clicada para ser real ou completa?

Essa é a realidade muito bem pensada no post “Experiências”, de Leonardo Paiva.

Eu sugiro a leitura. Já que você gosta de clicar, clica ae:

Ock-Tock

3 Comentários

Arquivado em Cotidiano