Arquivo da tag: mãe

Educando Meninos

Mesa de jantar

– Filho, mamãe vai trabalhar em 2 empregos agora. De manhã em um, a em outro
– Vai chegar muito tarde, mãe? – diz ele sem esboçar lá grande sofrimento-.
– É… Vou. Saio do outro agora às 20h

Bebe um pouco do suco. Limpa educadamente a boca no braço.

– É tarde, né, mãe?
– É, filho. Em compensação vai melhorar nossas moedas no final do mês

Ele olha com cara de repreensão

– Mãe, você nem parece jornalista…
– O que isso tem com o assunto?
– Ué, sempre tem matéria por ai dizendo que os pais não devem compensar a ausência em casa com dinheiro.

Toma mais um gole.

Do lado de cá, faço cara de quem levou um soco no estômago (Por que não fui ser advogada como queria papai, penso logo), mas insisto na batalha:

– Ok. Então eu vou trabalhar e sem benfeitorias para você, já que prefere minha presença.
– Não disse isso. Eu topo a melhoria nas moedas. Mas junte dinheiro pro meu psicólogo mais tarde, pode ser que eu tenha seqüelas.

Depois disso, fim de papo. Eu tive que ir me acabar de rir em outro lado.
Estamos falando aqui de um infante de 10 anos. Não um adolescente / adulto.

Meu medo de ter outro filho é que ele não seja tão divertido quanto este. E tenho dito.

4 Comentários

Arquivado em Cotidiano

Feliz Dia das Mães

– Gus-ta-voooo. Não é não.
– Mãe eu não te entendo: você diz que me ama, e às vezes, briga comigo.
– É, meu filho… Eu brigo contigo porque te amo e não quero que a vida altere o tom com você.
– Não entendi nada, mãe
– É… Eu também não entendia. Mas um dia a gente agradece.

 

E acho que isso resume o ciclo.

Parabéns as mamães que dizem não com afeto, preparando seus pequenos guerreiros para assumirem seus postos na doce batalha que é viver.

A missão não é fácil. Não dá descanso. Mas é exclusiva e tem lá seu mapa de paraíso.

Parabéns as mamães que já passaram por essa etapa e hoje tem o deleite de ser vovós, bisavós, tataravós (por que não? Hoje em dia parece que se planta elixir da juventude).

Nós merecemos!

2 Comentários

Arquivado em Cotidiano

Mães ou Parideiras?

Se tem uma coisa que me deixa Fê da Vida é mulher parideira, que coloca filho no mundo sem a menor responsabilidade, e claro, deixam que eles transitem pela vida, se criando, como verdadeiros fenômenos da natureza…

Dia desses, um grupo de pré-adolescentes, saídos da Escola Municipal que tem na minha rua, ficaram em frente a minha janela, cantando um desses funks proibidões, que nem eu, nos meus vai-e-vens pelas nights jamais tinha ouvido mais assombroso. Não bastasse isso, o barulho se seguia de uma coreografia que sinceramente, nem em quatro paredes, me lembro de ter ousado tanto!

O desfecho? Clica ae no banner, que hoje é dia de Mulheres à La Carte!

mulheres

See you

5 Comentários

Arquivado em Cotidiano